Buscar

PROJEÇÕES FUTURAS DO HIDROGÊNIO VERDE NO BRASIL

Hidrogênio verde é um termo utilizado para se referir ao hidrogênio obtido a partir de fontes renováveis. Desta maneira, ele pode se consolidar como um dos pilares da matriz energética brasileira em decorrência da busca por novas alternativas que auxiliarão na descarbonização das fontes de energia, isto é, na redução de emissões de gás carbônico. Assim, a busca por fontes de energias limpas tornou-se cada vez mais recorrente ao longo dos anos, isso ocorre devido aos seus benefícios ambientais e econômicos.



Diferente dos combustíveis fósseis, o aproveitamento energético do hidrogênio raramente se dá por sua combustão, mas sim por meio de uma transformação eletroquímica, realizada em células conhecidas como células a combustível.

Fonte: Departamento de Energia dos EUA e Wood Mackenzie

Produzido por meio da eletrólise da água, utilizando fontes renováveis, as moléculas de H2O se separam e, posteriormente, uma corrente elétrica desprende os átomos dos dois elementos químicos - oxigênio e hidrogênio - sendo possível, então, a formação de ambos. Esse processo produz hidrogênio em estado gasoso, o que facilita seu armazenamento em células combustíveis. Estas, por sua vez, são responsáveis por um processo químico que libera a energia acumulada na eletrólise e gera vapor d’água como subproduto.


No âmbito das aplicações desse gás no setor energético, é importante salientar que ele pode ser utilizado para armazenar e transferir energia, substituir combustíveis fósseis no setor industrial e de transportes, auxiliar no processo de refino do petróleo, produzir fertilizantes, substituir o gás natural em sistemas de calefação e gerar energia elétrica. Ademais, o hidrogênio verde não é intermitente e independe de condições climáticas, como as fontes de energia solar, eólica e hídrica.


Apesar de todos esses benefícios, consolidar essa nova fonte de energia não é uma tarefa tão fácil. Um dos principais desafios enfrentados por aqueles que pretendem investir ou já estão investindo em hidrogênio verde é o alto custo de produção. Tal empecilho tem feito com que políticas globais comecem a ser implementadas visando abaixar o preço atrelado à produção do hidrogênio verde. A expectativa é que até 2030 o valor dos eletrolisadores tenha abaixado em média 40%, facilitando, assim, o surgimento de novos produtores de hidrogênio verde e a expansão progressiva na esfera da tecnologia, pesquisa e exploração.



Amanda Almeida Amanda Freire


63 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo