Buscar
  • Matriz Engenharia de Energia

CONHEÇA A ENGENHARIA DE ENERGIA

imaginou sua vida sem energia elétrica? Um dos papéis do Engenheiro de Energia é desenvolver novas tecnologias para geração, uso final do consumidor e transformação de energia, então enquanto esse engenheiro existir pode ficar tranquilo!


O mundo vive em um grande dilema devido ao crescente avanço ligado a maior demanda no setor energético. Além disso, o crescimento da população mundial induz significativamente na necessidade de energia, gerando grandes preocupações ligadas a poluição e impacto ao meio ambiente. (GUIA DA CARREIRA, 2010).


Nesse contexto surgiu a Engenharia de Energia, visando encontrar soluções para a geração, transmissão e distribuição de energia, preocupando-se com o meio ambiente. O engenheiro de energia, por sua vez, é capacitado para diagnosticar o melhor tipo de energia e as melhores condições de uso, desenvolver e aproveitar as novas tecnologias para geração, uso final do consumidor e transformação de energia, otimizar o consumo de energia nas indústrias e realizar o planejamento energético do processo de implantação de usinas, analisando os impactos ambientais, sociais e econômicos relacionados ao local de instalação (REDAÇÃO, 2012).


Graduação e mercado de trabalho


O curso de engenharia de energia vem se espalhando pelo Brasil desde o início dos anos 2000, como mostra a figura abaixo, isso reforça o crescimento da demanda de profissionais dessa área.

Figura: Evolução do curso de engenharia de energia nas instituições brasileiras.

Fonte: GUIA DA CARREIRA, 2010.


A graduação nessa engenharia dura aproximadamente 5 anos e possui, além de disciplinas básicas (matemática, física, informática e economia), eletricidade, combustíveis, potenciais hidráulicos, energia solar e energia térmica em sua grade curricular. Cabe ressaltar que o foco do curso varia de acordo com a universidade na qual ele está sendo ofertado.


O engenheiro de energia pode atuar em órgãos governamentais, formulando políticas públicas, e como autônomo, prestando consultoria. Ademais, devido ao uso crescente de novas fontes de energia, o mercado está favorável para quem deseja se dedicar à atividade de pesquisa e desenvolvimento em empresas, universidades e institutos de pesquisa, assim como à operação e manutenção de sistemas em usinas já existentes. (REDAÇÃO, 2012).


Para saber mais sobre a engenharia de energia e sobre os assuntos abordados neste curso, acesse nosso serviço de escola energética e explore!


Thaís Gomes de Melo


53 visualizações

© 2020 por Matriz Engenharia de Energia.