Buscar
  • Matriz Engenharia de Energia

AS VANTAGENS DO USO DE ENERGIA SOLAR

Nos últimos anos a utilização da energia solar para geração de energia elétrica tem se destacado e valorizado cada vez mais devido a suas fortes vantagens, e também por questões regulatórias que estão em processo de mudança e têm causado discussões a nível nacional.

A partir de um sistema, chamado de sistema fotovoltaico on-grid (ou conectado à rede), formado por painéis solares de silício, um dispositivo eletrônico chamado inversor, dispositivos de proteção elétrica e todo o cabeamento, um simples consumidor de energia passa a gerar a sua própria energia e injetar a geração excedente na rede elétrica, obtendo créditos com a concessionária que serão utilizados posteriormente para abater na conta de energia o que foi consumido nos períodos em que o sistema não estava gerando (ou não o suficiente).

Uma tecnologia como essa pode apresentar diversas vantagens, não só ao próprio dono do sistema, como indiretamente ao meio ambiente e ao próprio sistema elétrico brasileiro como um todo. A seguir explicaremos as principais vantagens:


● Economia na conta de energia

Como mencionado, um sistema solar fotovoltaico on-grid é conectado à rede de

distribuição elétrica, de forma que a unidade consumidora (residência, estabelecimento, etc) é suprida primeiramente pela energia gerada pelo sistema, e, quando essa geração não é suficiente ou não há geração, a rede da concessionária supre a demanda. Além de deixar de consumir essa parcela de energia abastecida diretamente pelo sistema, a geração excedente que não é consumida imediatamente é injetada na rede, se tornando créditos que no final do mês abatem o valor da conta de energia, podendo reduzi-la apenas ao valor da taxa mínima chamada de custo de disponibilidade, valor mínimo obrigatório a ser pago para a concessionária pelo uso de sua rede.


● Livre de ajustes tarifários

Com a geração própria e a conta de energia reduzida, o dono de um sistema desses minimiza o impacto financeiro que os sucessivos aumentos na tarifa de energia causam a todos os consumidores que são abastecidos apenas pela rede.


● Valorização do imóvel

O conceito de casa sustentável vem crescendo e ganhando força no mercado, com a geração de energia solar não poderia ser diferente. O fato de se ter uma economia na conta de energia de até 95% gera um diferencial na hora da compra do imóvel. Um estudo realizado pelo Lawrence Berkeley National Laboratory analisou 4.000 casas que apresentam sistemas fotovoltaicos em oito estados americanos e constatou que os compradores estão dispostos a pagar entre 3 e 4% a mais por imóveis com energia solar. Isso ilustra o quão importante é para compradores e vendedores se familiarizar com o efeito da energia solar no valor dos imóveis.


● Tempo de retorno atual entre 3 e 6 anos

A aquisição de um sistema fotovoltaico on-grid pode ser considerado um investimento com um retorno extremamente atrativo, visto que trás diretamente uma economia financeira que acumulada em 3 a 6 anos já alcança o valor que foi pago, com uma taxa de retorno bastante superior a diversas opções de investimento existentes atualmente. Uma ressalva a este ponto é a revisão da resolução normativa nº 482 que está sendo analisada pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), a qual trará alterações na forma que é compensada a energia na conta desses consumidores que geram a própria energia. Com essa mudança, que ainda está em discussão mas que deve ser realizada em breve, a energia excedente gerada e injetada na rede não terá seu valor integral abatido na conta, o que deve reduzir um pouco a atratividade do investimento. Contudo, a Aneel garante por mais tempo a manutenção do modelo de negócio atual para os consumidores que tiverem seus sistemas homologados antes da mudança ser publicada, fato que está levando muitos a buscarem sua própria geração o quanto antes.


● Energia limpa e renovável

Além do sistema gerar eletricidade a partir do sol, que é uma fonte inesgotável de energia (portanto, renovável), o sistema fotovoltaico on-grid não emite quaisquer gases poluentes em sua operação, sendo uma forma de geração limpa, além dos painéis solares serem feitos de silício, um elemento abundante em nosso planeta.


● Equipamentos silenciosos

Todos os equipamentos de um sistema solar fotovoltaico não fazem qualquer barulho ou ruído em operação devido ao fato de não terem peças mecânicas que se movem, diferentemente de geradores eólicos, por exemplo.


● Manutenção mínima

A única manutenção que o sistema exige é a limpeza dos painéis, nos quais pode se acumular poeira e sujeiras quaisquer, o que por sua vez prejudica a geração por bloquear a luz solar. A maior parte é limpa naturalmente com a chuva, mas nos períodos de pouca chuva ou conforme necessidade, dependendo do local, a limpeza deve ser realizada periodicamente, sendo seguidas as devidas recomendações para sua realização, que podem ser encontradas facilmente na internet.


● Longa garantia de desempenho: até 25 anos

Os equipamentos que compõem o sistema fotovoltaico podem ter diferentes garantias de produto (referente a qualidade de material e fabricação) dependendo da fabricante, sendo típicas garantias de 5 anos para inversores e 10 anos para os módulos fotovoltaicos, porém estes têm uma outra garantia frequente: a de desempenho. As melhores fabricantes garantem que seus módulos estarão gerando ao menos 80% de sua potência original por no mínimo 25 anos, sendo que a vida útil do produto estende-se muito além disso, apesar de ir perdendo performance aos poucos ao longo dos anos.


● Alivia as redes de distribuição e posterga a construção de novas usinas poluentes

Além de todas as vantagens citadas, a chamada geração distribuída, que consiste essa geração de energia a partir de diversas unidades consumidoras, apresenta outras vantagens que beneficiam o sistema elétrico como um todo. Diferentemente da geração centralizada, na qual grande quantidade de energia é gerada em uma grande usina geralmente afastada da carga que vai utilizá-la, tendo que ser transportada por longas redes de transmissão onde há perdas elétricas, na geração distribuída a geração é realizada e consumida junto à carga, causando menos desperdícios. Além disso diminuir a necessidade de novas usinas centralizadas, postergando suas construções, a geração excedente que vai para a rede de distribuição contribui com o abastecimento de energia às unidades consumidoras próximas, aliviando a rede, além de oferecer uma energia frequentemente de maior qualidade.


Se interessou sobre o sistema de energia solar? Faça um orçamento e saiba o investimento necessário para obter esse recurso sustentável.


Camila Freitas de Melo

Samuel Medeiros Carvalho da Silva

21 visualizações

© 2020 por Matriz Engenharia de Energia.